Você conhece as PANC's?

0 comentários

Você já ouviu falar das PANCS?

As PANCS são plantas alimentícias não convencionais, o tipo de bem natural que brota da terra, e acredite, quando eu cheguei aqui era tudo mato.

Quando se fala em provar algo que foge do comum, nem todo mundo se fascina de primeira pela ideia, quando se trata de um alimento então, a cultura e o paladar dificilmente vão te dar água na boca para provar o desconhecido. Na verdade, para começar a entender a riqueza que existe nas PANCS precisamos seguir a lógica do ‘’ninguém nasce sabendo’’, que consiste em saber que nossos ancestrais, indígenas e os roceiros de vida rural eram assíduos nessa prática, afinal, era necessário para a sobrevivência da espécie que provassem do que estava disponível na natureza para se manterem vivos, e se a gente pensar bem, vamos concluir que todo alimento que hoje salta da terra para o prato um dia já foi uma panc e variavam de acordo com o que nossos progenitores iam provando e aproveitando no que parecia mais apetitoso e nutritivo.

Ultimamente a tendência e a valorização das plantas alimentícias não convencionais está crescendo cada vez mais, centenas de biólogos e pesquisadores têm endossado essa movimentação com a certeza de que existem muitos desses ‘’matinhos’’ que são uma verdadeira fonte de nutrientes e energia.

Tá, mas o que são esses ‘’matinhos’’?
Na verdade, todas as matérias que a natureza oferece e faz brotar na terra não devem ser desconsideradas pois cada uma carrega em si funções específicas e pontuais, e foi sabendo disso que alguns pesquisadores se atentaram para a ideia de que talvez a gente ainda não estivesse comendo tudo o que a natureza nos oferece, simplesmente por receio de explorar além do prato comum.

Esses matinhos são o que achamos em árvores, flores, plantas, frutos, sementes e muitas vezes podem brotar até do asfalto. Basta explorar caminhando por regiões mais arborizadas ou até mesmo rurais e conseguimos contemplar - e até mesmo colher -  algumas dessas belezas da biodiversidade.

*Fato curioso: Nem tudo o que é considerado como PANC aqui no Brasil será considerado em outra parte do globo e vice e versa, isso por conta dos hábitos da cultura que moldaram os costumes alimentares em cada região, exemplo disso é que uma hortaliça convencional no sul do Brasil, lá na Índia pode ser vista de um modo completamente diferente.

É bom ficar atento!
Não é porque nasceu uma mudinha diferente no seu quintal que você já deve separar ela e colocar para cozinhar e ver no que dá - sim, eu sei que tô pegando pesado - mas, os biólogos recomendam que a gente fique atento ao se deparar com plantas como por exemplo a mamona e flores como a Trombeteira, que não devem ser ingeridas.

Cultivando PANC
Cultivar essas plantas é saber ter fácil acesso a um alimento de grande qualidade nutricional, e uma boa variedade no cardápio. A valorização das PANCs é também um jeito de preservar nossas riquezas e ressaltar a importância dos ingredientes locais, regionais e naturais. 

A maioria das PANCs cresce de modo mais ‘’descoordenado’’ de modo rústico e forte. Em qualquer terreno baldio, sacada de apartamento ou beira de estrada, desde que não haja esgoto ou água parada e poluída, existirá saúde no seu crescimento.

Se liga só!
Vamos citar aqui alguns tipos de Pancs e como você pode aproveitar para se nutrir misturando no seu prato:

Begônia: Suas flores podem ser ingeridas cruas e ficam bem com saladas, combinando também com mousses e pratos suaves.

Vinagreira: Azedinha, quiabo-roxo, quiabo-azedo, rosélia ou caruru-azedo. As folhas jovens e pontas dos ramos, assim como a flor e as sementes da vinagreira são comestíveis. Pode ser consumida de modos variados, sendo cozida e até mesmo crua.

Araçá-do-campo:
Da família da goiaba,essa fruta é composta por vitamina A, B e C, antioxidantes, carboidratos e proteínas. Excelente ajudante no funcionamento do coração, pulmões e rins.

Ora-pro-nóbis:
As folhas da ora-pro-nóbis compreendem alto teor de proteínas e fibras, além de ferro e magnésio, podendo ser consumida crua ou depois de cozida.

Moringa oleífera: (que não é Panc no Brasil)
Possui 27% de proteína, cálcio, potássio, ferro, vitaminas A,B,C e E, manganês, cobre e vários outros, sendo ótimo para o fígado, cabelo, estômago, tratar alergias, fortalecer ossos e das saúde para a pele. Não é considerada uma Panc no Brasil pois aqui consumimos com mais normalidade. 

A importância social do consumo das PANC’s
Em um cenário em que a população brasileira consome cada vez mais alimentos prontos e ultraprocessados, as PANCs podem resgatar a relação das pessoas com o que elas comem – e trazer os nutrientes de volta à rotina - enquanto conhecem uma culinária variada que podem ser encontrada á um quintal de distância.     

Não sendo somente uma solução para quem busca uma alimentação mais natural, mas também um meio econômico para o governo promover bem-estar popular através de uma boa alimentação. A introdução de PANCs no contexto da alimentação escolar pode representar um excelente investimento devido ao baixo custo e ao potencial nutricional dos insumos, se integrando como amparo nutricional à alimentação que representa, até porque no Brasil hoje, o motivo de muitas crianças irem à escola é para o momento da merenda.

De maneira geral, as pancs são alimentos alternativos nutritivos e acessíveis, podendo ser uma ferramenta extremamente funcional com grande potencial no combate à desnutrição da população de baixa renda.    

Em sua revisão sobre Pancs na alimentação escolar, Lia Beatriz Marques Damasceno cita a vantagem das PANCs dizendo: ‘’uma vez que os objetivos da inclusão das espécies não convencionais é a garantia da variedade alimentar, resgate cultural e consciência socioambiental, conceitos estes que, se trabalhados desde a infância, constroem sujeitos sociais com mais potencialidades, sendo uma delas a valorização da alimentação saudável, da produção agroecológica e familiar’’.

Viu só? as Panc’s vêm lembrar a gente de um princípio bem simples e muito poderoso, são com pequenas sementinhas que se iniciam grandes revoluções. Aproveite as sementes da vida e regue sempre com muito amor.

Deixe um comentário

Todos os comentários do blog são verificados antes da publicação

Olá!

Gostamos de manter você bem informado, por isto cadastre aqui seu email para continuar a acessar nosso blog.


Ao assinar, você concorda com a nossa política de privacidade.

[time], [location].
Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site. Ao clicar em aceitar, você concorda com a nossa Política de Privacidade
Inscrição realizada com sucesso!
Este e-mail já foi registrado.
Newsletter