Cuidando do sistema digestivo em uma sigla - ūüßÖ

0 coment√°rios

O que é isso?

Esse nome chamativo e diferenciado na verdade é uma sigla do inglês para descrever uma série de alimentos (F)ermentados, (O)ligossacarídeos, (D)issacarídeos, (M)onossacarídeos e (P)olióis. De lenta absorção por parte do intestino, são extremamente fermentados pelas bactérias intestinais, muitas vezes acabando por causar pontadas na barriga, gases, inchaço e, se a pessoa já possuir a síndrome do intestino irritável, as chances de prisão de ventre ficam ainda mais evidentes.

O conceito das FODMAPS √© fazer essa identifica√ß√£o dos alimentos que podem desencadear esses inc√īmodos e chegar a um consenso onde o indiv√≠duo fa√ßa a ingest√£o de forma correta e moderada.

No caminho do intestino

O processo digestivo é envolvido pela atuação de uma enzima essencial: a amilase. Ela quebra os carboidratos em micro partes durante o caminho da boca até o intestino e facilita a absorção do nutriente no intestino delgado.
√Č bom lembrar tamb√©m que as c√©lulas intestinais fornecem a energia necess√°ria para que o corpo tenha um bom funcionamento, isso d√° ainda mais sentido quando se fala em cuidar bem do modo como tratamos o intestino.

 FODMAPS são importantes, não corte tudo por conta própria
A consciência das Fodmaps é muito importante, mas, precisamos saber que existem alimentos que são mais altos e outros mais baixos no teor das mesmas.
No caso dos alimentos altos em fodmaps, eles tamb√©m s√£o quebrados e digeridos pelas bact√©rias do intestino, produzindo √°cidos graxos de cadeia curta (AGCC) ‚ÄĒ important√≠ssimos para a sa√ļde intestinal. Assim, por outro lado, tamb√©m s√£o importantes para manter o intestino saud√°vel, por isso, ficar muito tempo restrito delas e sem acompanhamento pode aumentar o desequil√≠brio das bact√©rias intestinais.¬†

Geralmente, riquíssimos em frutose e lactose, esses alimentos passam a perder espaço no prato para dar lugar a caminhos um pouco mais equilibrados ao intestino.

Qual o caminho da dieta FODMAP?

Em um planinho de 6 a 8 semanas, vai se tirando os alimentos com FODMAPS enquanto se percebe as diferenças nos sintomas de desconforto intestinal. Caso não ocorram mudanças, a dieta pode ser interrompida após a sétima semana e outro tratamento deve ser procurado. (A dieta com baixo teor de FODMAPs tem uma taxa de resposta com uma média de 70%).

Reintroduzir lentamente os alimentos do grupo é crucial para identificar quais são os sintomas e o que pode ser consumido em menores quantidades.

3 dicas valiosas:

#1 A restrição de carboidratos fodmap deve ser estratégica, não permanente, nem com viés estético;

#2 Consultar um profissional da sa√ļde para ter uma orienta√ß√£o precisa e segura sobre quais alimentos s√£o essenciais no tratamento individual dos problemas de digest√£o;

#3 Quando dado início a dieta, focar nos benefícios internos e nas diretrizes nutricionais, para não sucumbir ao desejo de ingerir o que pode fazer mal.

Quem deve fazer a dieta?

A dieta é para quem tem problemas intestinais mais comuns aos mais complexos, segundo a indicação médica, se enquadrando entre:

  • gases e incha√ßos;
  • diarreia;
  • s√≠ndrome do intestino irrit√°vel;
  • s√≠ndrome do intestino perme√°vel;
  • constipa√ß√£o e inflama√ß√£o.

Geralmente a const√Ęncia desses sintomas aponta para a necessidade da dieta. Outro ponto interessante de ressaltar √© que essas sensa√ß√Ķes podem ser causadas justamente pelo consumo excessivo de alimentos ricos em fodmap, vamos deixar aqui uma lista com alguns:

  • Abacate, ma√ß√£, melancia, p√™ssego, cereja, abacate.
  • Alcachofra, alho, cebola, quiabo, repolho, aspargo, feij√£o, ervilha.
  • Iogurte, leite, queijos frescos.
  • Am√™ndoa, avel√£, pistache.
  • Ado√ßantes artificiais.
  • Xarope de milho.
  • Mel.
  • Centeio, cuscuz, farinhas, cevada, soja, trigo.
  • Espessantes e estabilizantes.
  • Sucos de fruta, cerveja, refrigerantes.

A dieta com baixo teor de FODMAPs tem uma taxa de resposta com uma média de 70%.

Manter a sa√ļde do intestino √© essencial, afinal, esse gigante √© respons√°vel at√© mesmo pela produ√ß√£o de horm√īnios que regulam o bem-estar e possui potencial de causar altera√ß√Ķes extremamente importantes para a sa√ļde mental e corporal, voc√™ pode descobrir um pouco mais sobre o intestino nesse blog aqui: C√©rebro na barriga?

Deixe um coment√°rio

Todos os comentários do blog são verificados antes da publicação

Ol√°!

Gostamos de manter você bem informado, por isto cadastre aqui seu email para continuar a acessar nosso blog.


Ao assinar, você concorda com a nossa política de privacidade.

Inscrição realizada com sucesso!
Este e-mail j√° foi registrado.
Newsletter